PAZ ~ LUZ ~ AMOR ~ COMPREENSÃO ~ VERDADE ~ FELICIDADE ~ UNIÃO

Seja bem vindo ao blog UNO!
Deixo claro que as idéias aqui expostas não devem ser confundidas com quaisquer doutrinas ou dogmas, pelo contrário, que nossas reflexões sejam livres de pré-conceitos e extremismos!
Aqui você irá encontrar ensinamentos dos Grandes Mestres da Humanidade, que sempre nos lembram da mesma verdade:
A UNIDADE de todos os seres por nossa Essência Divina além do ego/mente, que vivenciada manifesta-se em nossa existência como Amor Incondicional ~ Paz Incomensurável ~ Felicidade Verdadeira!
Você também irá encontrar reflexões e poemas de minha autoria, com o desejo de serem úteis para o bem de todos nós!
Sempre com a intenção de evidenciar a unidade de ensinamentos dos Mestres de todas as épocas, para nosso auto-conhecimento e realização.

“Conhecer a si mesmo” tornou-se uma expressão corriqueira, desgastada até, porque
todos se acreditam grandes conhecedores de si mesmos. Porém não é assim. Conhecer a si
mesmo vai muito além de conhecer as diferentes faces do ego, os gostos e desgostos, as
preferências a antipatias. Conhecer-se implica o completo despojamento de si mesmo, pois
só aquele que perde a si próprio pode realmente conquistar-se, ganhar-se como o Ser
Supremo que é.”
- Sutra Maha Devi

terça-feira, 9 de agosto de 2016

Matrix


"A Matrix está em todo lugar. Está a nossa volta. Mesmo agora, nesta sala. Você pode vê-la quando você olha para fora de sua janela ou quando você liga sua televisão. Você pode sentí-la quando você vai ao trabalho... quando você vai a igreja... quando você paga seus impostos.

É o mundo que foi-lhe posto diante de teus olhos para cegá-lo sobre a verdade. De que você é um escravo, Neo. Assim como todo mundo você nasceu em cativeiro. Em uma prisão que você não pode provar, ver ou tocar. Uma prisão para sua mente.

Infelizmente, ninguém pode ouvir sobre o que é a Matrix. Você terá que vê-la por si mesmo.

O que é real? Como você define "real"? Se você está falando sobre o que você pode sentir, o que você pode cheirar, o que você pode degustar e ver, então "real" são simplesmente sinais elétricos interpretados pelo seu cérebro.

Mais cedo ou mais tarde você terá de realizar assim como eu fiz, que há uma diferença entre conhecer o caminho e percorrer o caminho.

Eu estou tentando libertar sua mente, Neo. Mas eu posso apenas mostrá-lo à porta. Você é quem deve atravessá-la. Você tem que deixar tudo ir, Neo. Medo, dúvida e descrença. Liberte sua mente."

~ Morpheus em Matrix

segunda-feira, 6 de junho de 2016

Clareando a visão - Abrandando a comunicação


Existem seres humanos que se comunicam por gritos.

Falando alto, querem impor seus pontos de vista, as suas opiniões, como se fossem verdades absolutas incontestáveis.

Aparentam brigar, porém são como os homens das cavernas, ainda se batendo mutuamente para poderem se entender.

Estes seres humanos medievais ainda estão em níveis intelectuais muito próximos dos animais, que se fazem entender através de brigas, comparações, disputas por território e competições.

Vivem na ilusão da dualidade de acharem-se superiores aos outros, através de uma auto afirmação errônea, baseada na falsa ideia de que se é apenas o corpo e/ou a mente.

Acostumados ao automatismo de seu julgamento apressado, desperdiçando a busca de todo um leque de informações necessárias para melhor dar um parecer sobre tal assunto e/ou uma questão, brigam entre si, cada qual querendo "puxar a brasa para sua sardinha".

"Atropelando-se" mutuamente ao falar, não ouvem o outro.

Se parecem que te escutam, já preparam uma resposta contrária, sem nem ao menos lhe dar a devida e respeitosa atenção.

Só "conversam" aos gritos, e assim não se compreendem.

Não enxergam o outro, e seu ponto de vista complementar ao seu próprio.

Erroneamente consideram seu próprio e limitado entendimento como perfeito, esquecendo-se de sua própria imperfeição e discutindo em discordância das opiniões alheias, desconsiderando o entendimento do outro, que é o complemento ao seu próprio.

Devemos agregar valores do conhecimento mútuo entre os seres, criando assim nosso próprio alicerce de desenvolvimento mental e aprendizado constante.

Humildade é um requisito básico de uma mente sadia.

Quando não somos humildes em relação aos outros seres, respeitando seus mais variados costumes e necessidades, seus jeitos e maneiras distintas e únicas de manifestar-se, não respeitamos a existência como um todo.

Acabamos por nos tornar rígidos em nossos pensamentos, sentimentos e atitudes e ariscos com qualquer situação, coisa ou pessoa que esteja contrária a nossa vontade egoísta.

O autoaprimoramento constante é uma regra intrínseca de uma mente sã.

Quando julgamos que o outro não tem nada a nos oferecer de bom, estamos bloqueando nosso próprio entendimento e aprimoramento, que deve sera priori, constantemente lembrado, para não cairmos no erro de julgar-mo-nos perfeitos e melhores em relação aos outros seres, acreditando na ilusão de que eles não são dignos da mesma atenção, reconhecimento e louvor.

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Sobre a ilusão e seu antídoto



"A melhor maneira de manter a escravidão,
é fazê-la de um jeito em que os escravos 
acreditem serem livres."

~~~~~~

Estamos todos sujeitos a ilusão, devido as nossas tendências negativas do passado,
esta escravidão mental existe quando estamos com os pensamentos confusos e obscuros.

Estes pensamentos nos deixam presos em nossos próprios pontos de vista,
não nos deixando ver claramente,
pois que são limitados e estão obscurecidos por conhecimentos que jamais serão absolutos.

Nós nos acreditamos livres em nosso próprio pensar, porém não é assim.

Nós nos cegamos para a verdadeira realidade, 
que se nos apresenta permanentemente:

Nossa Perpétua e Completa Liberdade Individual 

Em pensamento, 
sentimento 
e ação.

Por esta razão:

A meditação diária
é sempre necessária.

Imprescindível ela é
para limpar nossa mente 
e manter-nos limpos de todas as ilusões,
tanto as de nossa própria mente,
quanto das ilusões das mentes
dos outros seres.

segunda-feira, 16 de maio de 2016

Sobre o que é A Verdade


Em Verdade Eu vos digo que A Verdade não precisa de esforço.
Somente a falta dela, que é a mentira, é que precisa de esforço.

Pois A Verdade, é auto evidente.
Ela é Natural.
E logo se apercebe.

Quando deixamos o esforço vão,
de tentar ver mal onde não existe,
onde apenas a noção errônea persiste,
e esforça-se por se sustentar.

Pois A Verdade é Natural.
E logo é apercebida.
E não há esforço algum,
para evidenciá-la.

Nem esforço algum,
pode querer prová-la.
Pois que é somente quando abrimos os olhos
é que podemos Vê-la.

E não há esforço algum para se ver a Verdade.
Apenas abra os teus olhos.

E Olhe.

E Veja.

Pois quem não está na Verdade, 
tem sempre a necessidade,
de mais mentiras para sustentar Sua falta.

Portanto, há esforço contínuo.
E é difícil manter a mentira (pois exige esforço)
E é difícil enxergá-la, (pois exige esforço, para poder-se crer nela)

Mas quando se esta na Verdade, 

não há necessidade de explicações,

não há a necessidade de esforço, 

para poder-se crer Nela.

Ela É,
por Si Só,

Simplesmente,
Auto evidente,
Eternamente,
Natural.

Portanto, não há esforço algum,
É sempre vagarosa,
como a própria Natureza.

Livremente em Paz,
Naturalmente leve, 
Livremente se faz,
Levemente...
Sempre contente.

É muito fácil manter-se na Verdade,
Pois não há esforço algum, 
É o seu próprio Estado Natural de Ser.
É muito fácil enxergá-la, 
É só olhar com os olhos limpos,
Do esforço vão de não querer ver.
Pois que nada se pede para crer

Pois que A Verdade É

Simplesmente

A Verdade É

Auto evidente

A Verdade É
Verdadeira Sempre
Em Si Mesma

quarta-feira, 20 de abril de 2016

~ Perfeição ~



~ Perfeição ~


A Perfeição

é um conceito;

Pois O Que É Perfeito,

É ter em mente

Se Aperfeiçoar

a Todo Momento.

segunda-feira, 28 de março de 2016

Água-Viva


A água é viva

Viva a água!

Água é vida

Vida longa d'água!

A água flui

Oceano, mar, rio, riacho

Sangue da terra

Suco celestial

Alimento pra todo corpo

Néctar divinal

Água santa

Água benta

Água-nos

Nos alimenta

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Uni dual idade



Dual

Idade

Dualidade



Com qual

Vontade

Faz-se a

Verdade?



O Caminho

Do meio,

Da hora

É a tarde



A Vida

Inteira

É dual

Na Unidade

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

O que é amar (por Mikhail Bakunin)


Carta de Bakunin ao irmão Paulo ( 29 de Março de 1845)


Continuo a ser eu próprio, como antes, inimigo declarado da realidade existente, só que com uma diferença: eu parei de ser um teórico, eu venci, enfim, em mim, a metafísica e a filosofia, e entreguei-se inteiramente, com toda a minha alma, ao mundo prático, ao mundo dos factos reais.
Acredite em mim, amigo, a vida é bela; agora tenho pleno direito de dizer isto porque parei há muito tempo de olhá-la através das construções teóricas e de conhecê-la somente em fantasia, pois experimentei efectivamente muitas das suas amarguras, sofri muito e entreguei-me frequentemente ao desespero.

Eu amo, Paulo, amo apaixonadamente: não sei se posso ser amado como gostaria que fosse, porém não me desespero; sei, pelo menos, que tem muito simpatia por mim; devo e quero merecer o amor daquela a quem amo, amando-a religiosamente, ou seja, activamente; ela está submetida à mais terrível e à mais infame escravidão e devo libertá-la combatendo os seus opressores e incendiando no seu coração o sentimento da sua própria dignidade, suscitando nela o amor e a necessidade da liberdade, os instintos da rebeldia e da independência, fazendo-lhe recordar a sensação da sua força e dos seus direitos.

Amar é querer a liberdade, a completa independência do outro; o primeiro acto do verdadeiro amor é a emancipação completa do objeto que se ama; não se pode amar verdadeiramente a não ser alguém perfeitamente livre, independente, não só de todos os demais, mas também e, sobretudo, daquele de quem é amado e a quem ama.

Esta é a profissão da minha fé política, social e religiosa, aqui está o sentido íntimo, não só dos meus actos e das minhas tendências políticas, mas também, tanto quanto me é possível, da minha existência particular e individual; porque o tempo em que poderiam ser separados estes dois géneros de acção está muito longe da gente; agora o homem quer a liberdade em todas as acepções e em todas as aplicações desta palavra, ou então não a quer de modo algum; querer a dependência daquele a quem se ama é amar uma coisa e não um ser humano, porque o que distingue o ser humano das coisas é a liberdade; e se o amor implicar também a dependência, é o mais perigoso e infame do mundo porque é então uma fonte inesgotável de escravidão e de embrutecimento para toda a humanidade.

Tudo que emancipa os homens, tudo que, ao fazê-los voltar a si mesmos, suscita neles o princípio da sua vida própria, da sua actividade original e realmente independente, tudo o que lhes dá força para serem eles mesmos, é verdade; tudo o resto é falso, liberticida, absurdo. Emancipar o homem, esta é a única influência legítima e bem-feitora.

Abaixo todos os dogmas religiosos e filosóficos – que não são mais que mentiras; a verdade não é uma teoria, mas sim um facto; a vida é a comunidade de homens livres e independentes, é a santa unidade do amor que brota das profundidades misteriosas e infinitas da liberdade individual.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Imagem (expectro)


A imagem que de alguém se fez
Pode e DEVE ser desfeita
Pois de que te serve esta ilusão?
Teu apego à tua impressão
De um passado que não se sustenta?

A eterna lei da Vida é o movimento
Porquê então, em teu pensamento 
Não existe o progresso lento?

Se tu não notas
Nossa própria e vagarosa evolução
O problema é, o problema está 
Em tua própria visão.

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Felicidade


Conforme vamos crescendo e evoluindo

Aumentam nossas forças para viver

Sempre adiante nós vamos

De encontro ao desconhecido

Com a coragem e o amor que nos cabem

E que transbordam

Em ondas de energia contagiante

Pelo bem maior em ação

Por nossa melhor manifestação

Aqui e agora

Não há outra hora

Para ser feliz

domingo, 19 de janeiro de 2014

Ser


Pai-Mãe do Universo

Que eu possa lembrar-me de mim mesmo

e servir

Ao Poder que dá Vida à Vida

O meu melhor sempre

Em paz comovente

Além de minha mente

Que eu possa viver

e apenas

Ser

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Compreensão Mútua


A única maneira de nos compreendermos mutuamente é ter plena noção e respeito pelos limites de entendimento momentâneos de cada um, pois sem este conhecimento não será possível um real diálogo.

O ego só acredita em sua versão, seu limitado ponto de vista, e não leva em consideração todo o contexto em que está inserido, por isso um verdadeiro diálogo só é possível indo além do ego, não nos prendendo em nossos estreitos pontos de vista, crendo que são "verdades absolutas".

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

A Parte e O Todo




Quanto mais nos separamos, mais nos limitamos.

Quanto menor a parcela de que temos consciência, maior será nosso sofrimento.

Exemplos disso são:

"Só gosto da raça humana, os animais estão aqui para nos servir."
"Meu time de futebol é o melhor."
"Meu país é o melhor."
"Minha cidade é a melhor."
"Zona Sul de SP" é a melhor."
"Sou mais EU."

Percebem?

Ou seja, vai diminuindo nossa consciência até chegar na mais prímeva sensação de ser, de existir.

Podemos chamar de EGO, ou "Falso-Eu".

Quanto mais nos limitamos em nossa consciência, maior nossa ignorância, e consequentemente nosso sofrimento.

Por outro lado, quanto mais abrangente se torna a percepção do nosso SER ou "Eu-Verdadeiro", maior a compreensão e a felicidade.

Quando expandimos nossa consciência para além da nossa costumeira percepção de nós mesmos, nos veremos não mais ignorantemente como apenas a "parte" de um todo maior, mas uma expressão DE IGUAL IMPORTÂNCIA do próprio TODO.

terça-feira, 6 de agosto de 2013

terça-feira, 16 de julho de 2013

Instrumento


Em verdade

Sou um instrumento

Em Tuas mãos divinas



Que eu faça Tua vontade

Sempre em paz

E com alegria



Servindo a mais alta Felicidade

Aqui e agora

E em todos os dias



Sendo um canal livre para Deus

Um instrumento da Luz

Para todos nós



Graças e Louvores

Ao Senhor dos senhores

Pois nada fazemos, é só Deus quem faz

sexta-feira, 5 de julho de 2013

Desejos



Desejos vem e vão.

Quando satisfazemos um desejo, logo surge outro em seu lugar, em uma sequência interminável.

A ilusão de uma satisfação definitiva é uma prisão, pois nos tornamos escravos dos desejos.

Para se libertar desta prisão, é preciso ter uma força de vontade inabalável, mais poderosa que o desejo em si, aliada a uma correta percepção.

Percepção esta, que significa tornar-se consciente da realidade negativa que criamos, e do poder de criar outra realidade.

Pois quando percebemos o ridículo (e até certo ponto "cômico") que é continuar a criar realidades negativas, podemos facilmente criar uma nova realidade.

Tendo a plena noção de que satisfazendo os desejos nunca teremos uma satisfação verdadeira, estaremos em paz, deixando eles virem e deixando eles irem por si só.

segunda-feira, 10 de junho de 2013

Além da mente



Bondade

Sem limites

Além

Do entendimento



Vontade

Que sempre é feita

Vontade

Que é perfeita



É a Vida

É Gratidão

 É Paz

 No Coração



Além da mente

Percebi

Tu És em mim

Eu sou em Ti

sábado, 8 de junho de 2013

Observação Desapegada


"O que realmente ajuda no processo de libertação é a ampliação da percepção, que está intimamente conectada com o testemunhar; com a observação desapegada. Porque, ao seguir os pensamentos, você se perde nos labirintos da mente. Os pensamentos são gerados pela identificação com o eu idealizado; são vozes do eu ilusório, pois tentam reafirmar a sua fantasia de onipotência - você se coloca sempre abaixo ou acima; você está sempre atacando ou se defendendo. Por isso, ao seguir a trilha do pensamento, você cria uma história que é como um sonho; o seu corpo está acordado e seus olhos estão abertos, mas a sua mente está sonhando. O enredo desse sonho é baseado nos pensamentos. E é nesse sonho mental que você sofre.”

Sri Prem Baba

terça-feira, 28 de maio de 2013

Movimento


Pelo nosso Bem Maior

Por nossa própria Evolução

Que vivamos sempre no Amor

Que tenhamos só Gratidão

"Não temas o progresso lento, receie apenas ficar parado."
- Provérbio Chinês

sábado, 23 de março de 2013

Aqui e Agora



O Bem que faz

O Amor que dás

É a Luz que traz

Aqui e Agora


Põe-te em dia

Sem demora

Com a Nova Vida

Desta Aurora

domingo, 3 de março de 2013

Amor Invisível



O Amor que, do nada


Se sente;


É como Brisa


Invisível;


Pois quando paramos, se mostra


Presente;


Tornando, tamanha Gratidão


Indizível

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Trindade



Paz na Mente

Alegria no Coração

Amor em Ação



Por toda a Existência

Em todos os Momentos

Para todos os Seres



Gratidão

Gratidão

Gratidão

domingo, 11 de novembro de 2012

Alegria


O homem precisa descobrir quem verdadeiramente ele é. Quando ele tenta fazer isso, sua mente recebe a correta nutrição que irá acalmá-la. O sustento correto para a mente não pode ser obtido por nada que seja deste mundo e consequentemente perecível, mas somente daquilo que é Eterno. O gosto (rasa) do Eterno irá aquietar a mente.

O Universo foi criado da alegria e é por isso que você encontra alegria nas coisas efêmeras do mundo. Sem alegria a vida é uma experiência severa. Você deve procurar obter aquela grande Alegria que trouxe o mundo a existência.

~ Sri Anandamayi Ma

terça-feira, 8 de maio de 2012

Plenitude



Desejo gera apego

Apego gera sofrimento


Ausência de desejo não gera apego

Sem apego não há sofrimento


Plenitude Perfeita

Eternamente Presente

segunda-feira, 9 de abril de 2012

Compaixão


Eu sou o outro

O outro sou eu

Minha também é sua dor

Minha também é sua alegria

A dor que sinto é do outro também

Assim como a alegria que sinto, também é do outro

Pois não existe separação real

Ela é apenas ilusão

Não existe "eu" e o "outro"

Todas as partes são o Todo

Apenas o Todo é real

As partes não são independentes

Tudo é interdependente

E todo amor flui por todos

Pois não existe nada sem amor

Só não vemos o amor quando estamos cegos

Iludidos pela mente

Mas a ilusão cessa quando lembramos que não somos a mente

Que não somos apenas a parte

Que a parte não existe por si só

Em verdade somos o Todo

Mais que apenas uma parte dele

Somos uma Unidade

A União Harmônica

O Amor puro

Eternamente livre e contente

Em paz perpétua, fluindo ininterruptamente

Por toda manifestação